Oradores


Amaro Reis

APIP

Sector dos Plásticos em Portugal, o Presente e o Futuro

Amaro Reis fez o ensino Secundário no Colégio de São Miguel em Fátima, tendo ingressado em 1998 no ensino superior, na Licenciatura de Eng. Civil da ESTG / IPL- Instituto Politécnico de Leiria, concluído o mesmo em 2003. A sua introdução no mercado de trabalho, surgiu na empresa Construções JJR e Filhos, empresa dedicada a construção e beneficiação de infraestruturas rodoviárias, onde esteve 5 anos. Desde 2006 CEO da empresa Sacos 88- Sociedade de Plásticos, fabricante de embalagens flexíveis situada em Ortigosa – Leiria. Exerce o cargo de Presidente da Direção da APIP – Associação Portuguesa de Industria de Plástico tendo sido eleito no passado mês de Março.


Ana Lima

CCG

Uma visão dos projetos de Indústria 4.0 nos Centros de Interface Tecnológico

Ana Lima é coordenadora de desenvolvimento do domínio de investigação aplicada EPMQ Lab (Engenharia de Processos, Maturidade e Qualidade nas Tecnologias de Informação) no CCG/ZGDV, com as seguintes responsabilidades: gestora dos projetos técnicos de I&D, gestão e orientação de equipas e gestão do portfolio de projetos de I&D. Adicionalmente, Ana Lima desenvolve esforços de aquisição e negociação de projetos de I&D. É licenciada em Engenharia da Computação Gráfica, obteve mestrado em Engenharia e Gestão de Sistemas de Informação e doutoramento em Tecnologia e Sistemas de Informação. É autora e co-autora de publicações científicas em gestão de projetos de software, melhoria de processos de desenvolvimento de software e engenharia de software, bem como revisora de artigos científicos em conferências na área da engenharia e gestão de software. Geriu e/ou participou como investigadora em vários projetos europeus e nacionais (mais de 60 projetos), e acumula a função de avaliadora e auditora de projetos de I&D. Integra o grupo de investigação SEMAG (http://semag.algoritmi.uminho.pt/) do Centro ALGORITMI da Universidade do Minho.


André Mota

CVR

Avaliação de ciclo de vida e impacto ambiental de ecoprodutos a partir de resíduos de plásticos mistos - o projeto EcoSustainableRail

André Mota é desde 2012 doutorado em Engenharia Química e Biológica pela Universidade do Minho. Desde Outubro de 2014 trabalha como investigador sénior no Departamento de IDT do CVR, responsável pela elaboração acompanhamento e execução técnico-científica de diversos projetos nacionais e internacionais relacionados com: (1) incorporação de resíduos em materiais, (2) recuperação de energia de resíduos e / ou subprodutos e, (3) estudos de avaliação do ciclo de vida (e.g. EcoPROLIVE, SUMO, EcosustainableRail, Thermfire4Woven, U2SCoffee).


António M. Cunha

DTx

Transformação digital: onde estamos e para onde vamos.

Licenciou-se em Engenharia de Produção, na Universidade do Minho (UMinho) em 1984, e doutorou-se em Ciência e Engenharia de Polímeros (1991). Professor Catedrático do Departamento de Engenharia de Polímeros, desde 2003, https://www.uminho.pt. Investigador do IPC - Instituto de Polímeros e Compósitos, http://ipc.uminho.pt. Autor ou coautor de 2 livros, 120 artigos em revistas científicas internacionais (ISI) e 4 patentes.

Presidente Escola de Engenharia, 2005 a 2009, https://www.eng.uminho.pt/pt . Reitor da Universidade do Minho, 2009 a 2017. Presidente do Conselho de Reitores das Universidades Portuguesas, 2014 a 2017, http://www.crup.pt/. Membro do Conselho Nacional da Educação, 2010-14 e do Research Policy Working Group da Associação Europeia de Universidades (EUA), 2013-17, https://www.eua.eu/ . Presidente do Padroado da Fundação CEER (Universidades Norte de Portugal / Galiza), 2010 a 2016, http://www.fceer.org/ e do Instituto Internacional Casa de Mateus, 2010 a 2016, http://www.iicm.pt/pt/ .

Cofundador e administrador do PIEP - Inovação em Engenharia de Polímeros, 2001 a 2009, http://www.piep.pt/ e administrador CEIIA - Centro de Engenharia e Desenvolvimento, 2005 a 2009 e desde 2018, https://www.ceiia.com/ . Presidente do Conselho Consultivo da COTEC, 2015 a 18, http://www.cotecportugal.pt/pt/ , e membro dos boards do Programa MIT-Portugal, da Parceria Bosch-UMinho, do INL (International Iberian Nanotechnology Institute), http://inl.int/ , do MACC (Minho Advanced Computing Centre) e do High Level Scientific Committee of the Atlantic International Satellite Launch Programme http://www.atlanticsatelliteprogramme.org/. Presidente do CoLab em Transformação Digital, DTx, www.dtx-colab.pt.

  • Membro da Academia de Engenharia.
  • Insígnia de ouro da Universidade de Santiago de Compostela, 2013.
  • Cidadão honorário e medalha de honra do Município de Guimarães, 2016.
  • Medalha de mérito científico do Ministério da Ciência, Tenologia e Ensino Superior, 2017.
  • Medalha de Ouro da Cidade de Braga, 2018.
  • Grã-Cruz da Ordem da Instrução Pública, 2018

Bruno Machado

LOGOPLASTE

Sustentabilidade e programas de redução de peso

Technical Director of Logoplaste Innovation Lab Europe (ILAB), which concentrates the activities of Packaging Development for Logoplaste that manages more than 900 projects Worldwide, for most of the FMCG in the world in Rigid Packaging Development. Since 2011, Biomimicry has been Integrated in the DNA of the Design and Conceptual principles for Packaging Design of Logoplaste Innovation Lab, making it the first company in the world to use it as base for packaging development.


Carlos António Alves Bernardo

Polymer Engineering Department at UMinho

Os Plásticos e o Ambiente: uma Ameaça ou uma Oportunidade?

Carlos António Alves Bernardo is Emeritus Professor of the Polymer Engineering Department at Minho University. Formerly he was dean of the School of Engineering and Vice-Rector of the University. In the previous EU Framework Programme he chaired the Advanced Grants PE8 Panel of the European Research Council. He is currently affiliated with the Institute for Polymers and Composites. His research interests are the sustainable use of plastic materials, involving environmental, economic and social aspects, through techniques such as Life Cycle Assessment and Life Cycle Costing. He has authored more than 100 publications, namely over 70 articles in international refereed journals, and edited 5 books. He has oriented/co-oriented 9 PhD dissertations.


Geert-Jan Willems

SABIC

Sustainability in the plastics arena - SABIC will turn Plastic waste into feedstock for chemicals & plastics

Geert-Jan Willems is Technical Marketing Manager Healthcare at SABIC. He finished his MSc. and Ph.D. in organic chemistry at the Radboud University in Nijmegen, the Netherlands (1984-1994), and has been working at SABIC for 23 years located in Bergen op Zoom, the Netherlands. He started his career in the R&D department of GE Plastics (now SABIC) in 1996. His areas of expertise are in the application development arena using commodity and specialty thermoplastics like Polyolefins (PE, PP), Polycarbonate (PC), Polycarbonate blends and specialty polymers like Ultem (PEI), Noryl (PPO) and LNP Specialty Compounds.


Henrique Rézio

Soplast

Soplast - Digitalização e Integração 4.0

Henrique Rézio, Licenciado em Engenharia Mecânica pela Universidade de Coimbra e com uma pós-graduação em Gestão pela Catolica Porto Business School, exerce há 15 anos a sua atividade profissional no sector da indústria automóvel.

Durante 6 anos assumiu funções de Project Manager para os mercados Asiático e Europa de Leste na multinacional MGI Coutier em Espanha, tendo em 2011 ingressado nos quadros da SOPLAST como Diretor Comercial, tendo sido em 2014 nomeado Diretor Geral da empresa, cargo que ocupa atualmente.


João Cerejeira

EEG-UMINHO

O impacto da tecnologia e da inovação no futuro do trabalho e do emprego

João Cerejeira, Professor de Economia na Escola de Economia e Gestão da Universidade do Minho onde leciona nas áreas da Econometria Aplicada e Economia do Trabalho. Concluiu o seu doutoramento em Economia no Instituto Universitário Europeu (Florença). É investigador integrado do NIPE, colaborador no CIPES e afiliado da Global Labor Organization. Publicou artigos em revistas internacionais com revisão científica, capítulos de livros e livros sobre economia do trabalho e avaliação de políticas públicas em Portugal. Como consultor realizou trabalhos para empresas e organizações setoriais, instituições internacionais (OIT), nacionais (Governo Português e fundações privadas) e regionais. Atualmente é também perito científico convidado do Centro de Relações Laborais, no Ministério do Trabalho e da Solidariedade Social.


João Letras

Sociedade Ponto Verde

Desafios para o plástico de embalagem e o Ponto Verde Lab

Desde 2005 que é Director de Gestão de Resíduos da Sociedade Ponto Verde. O departamento que dirige é o que “faz a ponte” entre as entidades municipais que efectuam a recolha, triagem e acondicionamento dos resíduos de embalagens e a indústria de reciclagem. A Sociedade Ponto Verde é a entidade líder de mercado para a aplicação do princípio da responsabilidade alargada do produtor em embalagens e resíduos de embalagens, tendo presentemente uma quota de mercado de 83%. Detém uma licenciatura em Engenharia de Recursos Biológicos pela Universidade de Maryland nos EUA, um mestrado em Engenharia e Gestão de Tecnologia pelo Instituto Superior Técnico de Lisboa e uma pós-graduação em Gestão pela Universidade Nova de Lisboa. Começou a sua carreira em 1997 na Portucel Industrial em Setúbal (produtora de pasta de papel, agora The Navigator Company). Entre a Portucel e a SPV foi gestor de operações na Plastval – Valorização de Resíduos Plásticos S.A.


José Pinho

IKEA

Circularidade e o Democratic Design na IKEA

Atualmente Responsável Técnico e Financeiro da IKEA Industry Portugal que abrange as áreas de Engenharia de Produto e Inovação que cada vez mais têm vivido os desafios dos 9 princípios de Circularidade definidos recentemente pela IKEA e considerados obrigatórios até 2030. Na IKEA Industry desde Janeiro 2012, tendo anteriormente desempenhado funções na Colep e na Deloitte. Licenciado em Economia na Universidade Católica (2003) e MBA na Porto Business School (2011).


Marta Gomes

AGI

O futuro dos plásticos – novas funcionalidades

Marta Gomes licenciou-se em Engenharia de Polímeros pela Universidade do Minho e exerce atualmente funções de comercial e engenharia na área de polímeros e equipamentos na AGI – Augusto Guimarães & Irmão. Iniciou o seu percurso profissional há 15 anos em R&D tendo executado e gerido diversos projetos de investigação e desenvolvimento de novos produtos e tecnologias de processamento avançadas, maioritariamente focados no sector automóvel e elétrico/eletrónico.


Moisés Domingues

CODI

Fabrico Aditivo, Presente e Futuro

Fundador e CEO da CODI, 37 anos ligado à industria de Moldes (Desenvolvimento de Produto e Moldes) e 25 anos em Fabrico aditivo em várias áreas de aplicação.


Pedro Vaz Silva

Bosch Car Multimedia, Braga, Portugal

I4.0 and Automotive Industry

Pedro Vaz Silva is responsible for the Logistics Department, on the context of I4.0, at Bosch Car Multimedia, in Braga, Portugal. He holds a Master Degree and worked in several multi-national industrial companies, on the Logistics domain, as for instance Gestamp, Gewiss, Continental Mabor and, now, at Bosch Car Multimedia.